domingo, 9 de setembro de 2012

Carro adaptado pela FAG BRASIL é destaque na Globo

Empresários investem em temakeria e loja de cosméticos móveis em SP
Eles circulam com uma van pela cidade de São Paulo e interior do estado. Negócios móveis inovam e levam seus produtos até o cliente.



Empresários circulam com uma van por toda a cidade de São Paulo e interior do estado e oferecem de comida até produtos de beleza sobre rodas. Os negócios móveis inovam e levam seus produtos até o cliente. É só acompanhar pelo site e saber qual será a próxima parada.
O empresário Alan Liao também apostou em um negócio sobre rodas. Ele e o sócio montaram uma temakeria móvel. A van começou a funcionar no fim do ano passado. Para montar a temakeria móvel foram gastos R$ 300 mil.
“Eu morei por três anos em Nova York e lá é muito comum você ver ‘foodtrucks’ gourmet. O pessoal comendo na rua. E empresários de terno e gravata durante o dia comendo. Eu morei lá e sempre achei essa ideia muito bacana”, afirma.
O restaurante itinerante é completo e chama a atenção por onde passa. A estrutura da van é totalmente voltada para a sustentabilidade. O revestimento interno é feito de material reciclado. A energia usada dentro para o funcionamento do computador, do sistema de cobrança e da geladeira é solar e eólica – gerada pelo vento. A iluminação é toda em LED, porque gasta menos e dura muito mais.
“Ficou muito bacana, era uma preocupação muito grande minha, porque a gente atende na rua, então eu queria cortar um pouco aquele preconceito, para algumas pessoas ainda tem um certo preconceito por ser na rua. Então eu quis fazer uma cozinha bem clean, industrial, de inox. E tudo no seu lugar, certinho”, explica o empresário.
Alan tem cinco funcionários. O cardápio inclui mais de 20 sabores de temakis, entre opções grelhadas e frias. Os de salmão fazem sucesso entre os clientes.
“É ótimo, é superssaudável, é um lanche rápido e não é um junkfood. É uma coisa leve e super-rápida. Então não precisa parar no restaurante, pedir, esperar o pedido chegar, esperar a conta chegar, a bebida, é tudo mais rápido”, avalia a cliente Aline Resende.
A van percorre as ruas da cidade de terça-feira a domingo. E funciona das 16h até as 6h. O restaurante vende, em média, 450 temakis por dia. O mais barato custa R$ 13. O negócio já é um sucesso.
“Eu acho bastante legal. Eu, particularmente, gosto muito de temaki, que sou japonês. É muito mais fácil porque não precisa ir num restaurante ou numa temakeria, aqui está sempre na rua, rolando pela cidade toda, eu acho muito mais fácil para conseguir um temaki”, diz Ricardo Fuchigami, consumidor.
O faturamento da empresa gira em torno de R$ 50 mil por mês. Liao quer agora colocar mais vans nas ruas e expandir o negócio para outros estados. “Eu venho recebendo e-mails de pessoas do Brasil inteiro interessadas, querendo fazer franquia, querendo virar sócio. Então tem muita gente interessada pelo Brasil. Eu creio que vou esperar completar um ano de vida e começar a focar nessa parte de franquias”, revela.

Saiba mais sobre a adaptação de veículos para restaurantes itinerantes no site da FAG BRASIL.


Para ler mais notícias de Economia, clique em g1.globo.com/economia. Siga também o G1 Economia no Twitter e por RSS.




Nenhum comentário:

Postar um comentário

Postar um comentário